Programa Bolsa Família Para Gestante – O que é, como funciona?

Desde dezembro de 2011, o Governo Federal incorporou ao Bolsa Família o Benefício Variável à Gestante (BVG) para grávidas de baixa renda receberem durante o período de nove meses, o Bolsa Gestante para estimular a realização do pré-natal, já que quanto mais rápido for informada a gravidez, mais rápido sairá o benefício.

O valor do benefício é R$ 50, e o primeiro critério exigido para concessão é que a renda a renda per capita familiar deve corresponder a, no máximo, R$ 140.

Além disso, a gestante que estiver na lista do Sistema Nacional de Cadastro, Vigilância e Acompanhamento da Gestante e Puérpera para Prevenção da Mortalidade Materna e preencher formulário nas maternidades ou hospitais vinculados ao Rede Cegonha, poderá receber uma bolsa de R$50 para pagar o transporte até a maternidade, para realizar as consultas do pré-natal, e no dia do parto.

Na mesma época, o Governo instituiu a Bolsa Nutriz para mulheres em situação de extrema pobreza que tenham bebês de até seis meses de idade com o objetivo de estimular a amamentação.

Os benefícios estão limitados a, no máximo, cinco crianças por família – incluindo bebês em fase de gestação e aqueles que estão sendo amamentados.

Até o final de 2012 mais de um milhão de gestantes devem receber, este ano, auxílio financeiro. O número, de acordo com o Ministério da Saúde, representa 40% do total de gestantes atendidas no Sistema Único de Saúde (SUS) atualmente.

Para mais informações, o interessado pode ligar para a Ouvidoria do Ministério da Saúde é 136. Dúvidas sobre o Cartão do Cidadão podem ser esclarecidas por meio do número 0800 726 0101.

comentários até agora.